Toninho Horta e Alaíde Costa - Santa Tereza Tem
Logo

Toninho Horta e Alaíde Costa

 Toninho Horta e Alaíde Costa abrem a turnê nacional do disco “Alegria é guardada em cofres, catedrais” em BH

Em 1972 quando Milton Nascimento lançou junto aos companheiros do bairro Santa Tereza o emblemático disco “Clube da Esquina”, convidou somente uma voz feminina, Alaíde Costa. Desde então a cantora mantém um laço de amizade com os “meninos de Minas”. Agora, 44 anos depois, a diva reencontra um dos meninos do Clube, Toninho Horta, e faz o show de lançamento do disco “Alegria é Guardada em Cofres, Catedrais”, em 22 e 23 de abril no Teatro Bradesco. As entradas custam R$60 (inteira) e R$30(meia).

alaide costa e toninho horta

Alaíde Costa e Toninho Horta – Foto: Geraldo Costa

O disco traz uma Alaíde Costa com canto ainda mais perfeito e em cima da nota. Gravado entre os anos de 2011 a 2014, no estúdio Na Trilha, em Belo Horizonte, “Alegria é Guardada em Cofres, Catedrais” traduz a admiração e afinidade da cantora carioca pela obra do mestre Toninho Horta. O disco contém 11 faixas, sendo que 10  de autores mineiros como Fernando Brant, Milton Nascimento, Flávio Venturini, Murilo Antunes e Toninho Horta. Fecha o disco, a parceria de Vinícius e Tom, “Sem você”. O álbum foi produzido por Geraldo Rocha.

A cantora Alaíde Costa é considerada uma das perfeitas vozes do país e um nome forte na história da Bossa Nova. Cantora, compositora e única voz feminina a participar do lendário disco “Clube da Esquina”, em 1972, completou, em 2015, 50 anos de carreira e 80 de vida, em plena afinação e ousadia vocal. A cantora concorreu em 2006 ao Grammy.  Alaíde na da década de 1950, participou do programa “Calouros em desfile”, de Ary Barroso, recebendo a nota máxima.

Toninho Horta é um dos mais importantes instrumentistas do país, constando na lista dos 30 maiores ícones brasileiros da guitarra e do violão da revista Rolling Stone, divulgada em 2012. Foi eleito 5º melhor guitarrista do mundo pela revista britânica “Melody Maker” em 1977, e em 1978 foi considerado o 7º melhor guitarrista em 1978, pela mesma revista.

 O disco “Alegria é Guardada em Cofres, Catedrais” juntou o canto único de Alaíde Costa com o violão e a guitarra do mestre da harmonia da música brasileira. Esta histórica parceria entre Alaíde e Toninho será fruto de um documentário que está em fase de finalização, com previsão de lançamento para 2017, contém cenas de bastidores gravação, musicais inéditos, depoimentos e passeios por Minas.

Toninho Horta e Alaíde Costa

Data: 22 e 23 de abril
Horário:  21h.
Classificação: livre
Ingressos: R$60 (inteira) e R$30(meia), na bilheteria do teatro ou online pelo ingresso.com
Local: Teatro Bradesco -R. da Bahia, 2244 – Lourdes
Horário de funcionamento da bilheteria: de segunda a sábado, das 12h às 20h; e domingo, das 12h às 19h. A bilheteria funciona até 30 minutos depois do início do espetáculo. Formas de pagamento: dinheiro, todos os cartões de débito e crédito. Horário de abertura da plateia para entrada do público: 30 minutos antes do horário da apresentação.
Mais informações: (31) 3516-1360.
Estacionamento com acesso interno: entrada pela rua da Bahia, ao lado do Teatro. Após estacionar o veículo, o usuário chega ao Teatro por elevador interno, com rapidez e segurança.  O Estacionamento fica aberto até meia-hora após o fim do espetáculo. Valores: R$ 10,00 – sócios; R$ 20,00 – não sócios.

 

Anúncios