Segurança é debatida em reunião - Santa Tereza Tem
Logo

Segurança é debatida em reunião

Segurança é debatida em reunião do Consep 20 pela PM e moradores de  bairros da área do 16º Batalhão

Na segunda-feira, 23, um encontro extraordinário do Consep 20 (Conselho de Segurança Pública) foi realizado na sede do 16º Batalhão, em Santa Tereza, reunindo representantes da Polícia Militar e líderes comunitários dos bairros Santa Tereza, Sagrada Família, Horto, Floresta, Cachoeirinha, Renascença, Silveira e Concórdia. Esses bairros estão entre os recebem cobertura do 16º Batalhão da PM, no quesito segurança.

Reunião  do batalhãoO encontro, a pedido do Comandante do 16º Batalhão, Major Ronaldo, teve por objetivo apresentar os tenentes responsáveis pelo policiamento desses bairros e ouvir as denúncias e reclamações, para traçar uma estratégia específica, de acordo com a demanda de cada um.

Por Santa Tereza, esteve presente o presidente da Associação Comunitária do Bairro, João Bosco Queiroz, que relatou as diversas denúncias recebidas pela entidade sobre os roubos a pedestres, especialmente idosos e mulheres na saída do metrô e nas ruas Paraisópolis e Divinópolis.  João Bosco aproveitou para divulgar a Assembleia dos moradores de Santa Tereza que será realizada, na segunda-feira, 30, às 19h, no Oásis Clube, com representantes da prefeitura e da Polícia Militar para debater os problemas do bairro.

Durante a reunião, um grande grupo de moradores do bairro Sagrada Família, um dos maiores de Belo Horizonte, denunciou o aumento do número de roubo nas ruas, especialmente em dias de jogos no Estádio Independência, de arrombamentos em casas e apartamentos e assédio às mulheres.

O comandante Major Ronaldo e os tenentes Francisco, Xavier, Marcos e o Sargento Correia irão traçar novas estratégias de monitoramento e vigilância preventiva para cada um dos bairros com a utilização da base móvel e patrulhamento. No caso de Santa Tereza irão intensificar as rondas e abordagens nas áreas mais vulneráveis, especialmente perto do Viaduto da Rua Paraisópolis.

Os policiais ressaltar a necessidade das vitimas de assaltos e furtos fazerem o BO – Boletim de Ocorrência, pois é por meio dele, que a Polícia fica sabendo das áreas onde acontece o maior número de casos, para intensificar o patrulhamento no local.

Rede de vizinhos e comerciantes protegidos

Esteve também presente à reunião, Eliana Reis, representante dos comerciantes do Polo Moveleiro da Avenida Silviano Brandão, que implantaram a Rede de Comerciantes Protegidos, que tem tido bons resultados. Eliane relatou a experiência do Polo e colocou-se à disposição para reuniões com os comerciantes dos diversos bairros que se interessem em montar a Rede.

Um das prioridades do 16º Batalhão é criar novas Redes de Vizinhos e Comerciantes Protegidos e revitalizar as já existentes.

Anúncios